Skip to content

Vozes dissonantes. Recital poético (e 6)

06/04/2011

Creo que a poesía oral sempre dependeu de espazos e tempos compartidos.

Fronte á recepción íntima na lectura, o encontro coa palabra dita, o encontro co que escoita e mira, integra a construción dun ámbito común.

Cando a poesía conecta coa acción, a palabra poética transfórmase dentro dun espazo escénico. Isto implica forzosamente a composición da acción visual e sonora, o axuste da mensaxe á recepción múltiple e, por último, a conciencia do corpo como ferramenta de transmisión oral e visual da palabra.

Branca Novoneyra

Anúncios
One Comment leave one →
  1. Adela Figueroa Panisse permalink
    06/04/2011 21:57

    Envio essa mensagem consoante com o ambiente, a música e a palavra, atrvés do link:
    http://eiradaxoana.blogaliza.org/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: